Como gerenciar a manutenção preventiva em três situações críticas

  • Ideias
  • Agosto 17, 2020

Nas processadoras de alimentos, há duas situações que você sempre deseja evitar: reclamações de segurança alimentar e paradas não programadas.

Os gerentes de fábrica e o pessoal de manutenção trabalham incansavelmente para evitá-las. Ao mesmo tempo, você é responsável por atender às demandas de maior produtividade, lidar com a falta de mão de obra e, é claro, produzir alimentos seguros.

Nenhuma dessas metas pode ser cumprida, a menos que as linhas de produção estejam operando de forma segura e confiável. Mas mesmo nos sistemas mais bem projetados e construídos, os equipamentos quebram e as esteiras se desgastam. Como evitar problemas de segurança alimentar e paradas não programadas na sua fábrica? Manutenção preventiva é a resposta.

Nossos engenheiros de aplicação e gerentes de conta passaram milhares de horas em instalações que processam todos os tipos de alimentos em todo o mundo. Vimos o que pode dar errado quando a manutenção preventiva não é bem feita, e o que pode dar certo quando ela se torna uma prioridade.

Identificamos três situações críticas que as processadoras de alimentos enfrentam e como aplicar práticas de manutenção preventiva em cada caso para alcançar excelência operacional e segurança alimentar.

Maior produção

Este é um cenário difícil e cada vez mais comum. Seja em linhas de produção que operam continuamente, ou em capacidade máxima para atender às metas de produtividade, nem tudo está perdido. Há uma medida de manutenção preventiva fácil e eficaz que você pode tomar para manter as linhas de produção fluindo de forma eficaz e segura.

Priorizar inspeções visuais

"Muitas manutenções preventivas podem ser realizadas com inspeções visuais regulares fora do período de manutenção", afirma Rejing Zhou, engenheiro de aplicações da Intralox. Veja no que você deve ficar de olho:

A esteira desenvolveu excesso de curvatura catenária?
Se a esteira modular plástica (MPB) parecer alongada, remova as fileiras de módulos conforme for necessário para encurtar a esteira.

Esquerda: exemplo de módulo com borda danificada. Direita: exemplo de desgaste da esteira.

Falta um dos módulos plásticos ou ele está danificado?
Em caso afirmativo, use as ferramentas corretas para remover, reparar ou trocar as peças necessárias.

Como estão as bordas da esteira?
Se você observar danos ou notar que a esteira está se desgastando em locais onde não deveria, inspecione o transportador para entender a causa e corrija.

Você viu lascas ou flocos na cor da esteira no chão da fábrica?
Este é um sinal de aviso de que há danos em algum lugar ao longo da esteira. Inspecione detalhadamente o circuito da esteira para encontrar o problema.

A esteira parece estar se curvando, entrando em atrito com o chassi ou saltando nas engrenagens do transportador?
Consulte o fornecedor da esteira para obter ajuda e solucionar o problema.

Além disso, se a sua fábrica usa esteiras ThermoDrive® da Intralox®, confirme que não haja tensão no sistema. "O sistema de esteira ThermoDrive foi projetado para operar sem tensão para eliminar o tempo de parada não programada frequentemente observado com tensionamento", afirma Logan Clark, engenheiro de aplicações da Intralox. "Se a esteira parecer esticada, inspecione-a atentamente em busca de danos e faça as modificações necessárias no sistema e repare ou troque a esteira, conforme necessário."

Se feita corretamente, a manutenção preventiva pode eliminar completamente seu tempo de parada não programada.

Logan Clark
Logan Clark, engenheiro de aplicações da Intralox

Inicialização do sistema após parada não programada prolongada

Antes de pensar em como se preparar para uma inicialização sem problemas, é importante ver as situações de parada não programada como oportunidades. Não importa se sua fábrica está passando por um desligamento sazonal ou não programado, use esse momento para executar a manutenção do sistema que os funcionários geralmente não têm a chance de fazer.

Aqui estão duas abordagens para aproveitar uma situação de parada não programada estendida:

  • Missão crítica – identifique as tarefas de manutenção preventiva mais importantes que podem ser realizadas de forma relativamente rápida.
  • Marco – analise as listas de verificação de marcos referentes aos ciclos de suas esteiras e transportadores e realize as tarefas de manutenção preventiva agendadas, devidas ou vencidas.

Se você não tiver uma lista de tarefas de manutenção preventiva de "missão crítica" a ser executada, comece verificando as listas de verificação de marcos. O que você poderia fazer regularmente para garantir que os sistemas e as esteiras operem com segurança?

Depois de aproveitar ao máximo a sua parada não programada sob a ótica da manutenção preventiva, considere a realização de um ciclo completo de higienização no transportador. Com o tempo, a poeira se acumula se você não estiver operando a esteira. Isso pode representar um risco, especialmente se a fábrica foi reformada durante a parada não programada. Por exemplo, poeira abrasiva depositada em material macio, como da esteira ThermoDrive, pode danificar a esteira se o sistema for reiniciado antes de uma limpeza completa.

Se você não tiver as listas atuais e completas de Missão Crítica e/ou Marco de Manutenção Preventiva, baixe nosso guia, que inclui algumas sugestões de alto nível como ponto de partida.

Baixe o Guia

Falta de mão-de-obra

Se a sua instalação sofre com falta de mão de obra, manter-se em dia com a manutenção preventiva pode parecer impossível. Mas este não é o caso. Você só precisa pensar e planejar de forma um pouco diferente do habitual.

Envolva a equipe de produção

"Passe a responsabilidade para a sua equipe de produção e informe-a sobre o que deve ser observado", diz Zhou. "Esses funcionários estão lá em turnos de oito horas. Envolva-os. Treine e incentive a equipe de produção a realizar inspeções visuais nas esteiras durante seus turnos. Se esses funcionários observarem e relatarem possíveis problemas, isso reduzirá muito o risco de parada não programada."

Use listas de verificação

Para maximizar a eficiência, sempre tenha uma lista de verificação para qualquer manutenção preventiva que deva ser realizada nas esteiras. Esforce-se para criar listas de tarefas que devem ser concluídas regularmente; por exemplo, diariamente, semanalmente, mensalmente, trimestralmente e anualmente.

"Uma equipe de cinco pessoas com uma lista de verificação será mais eficaz do que uma equipe de 10 pessoas sem ela", explica Clark. Quando há falta de mão de obra na fábrica, armar a sua equipe com listas de verificação detalhadas irá torná-la mais eficaz e eficiente na realização de uma manutenção preventiva programada.

Intralox Team Tip: Make your production staff part of the preventive maintenance process. Train them to perform visual inspections and call attention to potential issues before they become major problems. 

Negligenciar a manutenção preventiva acaba abrindo espaço para problemas que poderiam ser evitados. Isso coloca em risco os esforços de segurança alimentar, produção, qualidade e higienização, e pode até mesmo danificar a marca da empresa.

Lembre-se de que mesmo em situações estressantes, quando parece não haver tempo ou equipe disponível para realizar a manutenção preventiva, você pode fazer isso! Com o pensamento criativo e proativo, existem maneiras de ampliar seus recursos para que você possa concluir essas tarefas críticas.

"Se feita corretamente", diz Clark, "a manutenção preventiva pode eliminar completamente seu tempo de parada não programada".

Para mais informações sobre as opções de suporte da Intralox disponíveis para responder às suas perguntas sobre manutenção preventiva, acesse a nossa página de Suporte ao Cliente.


Notícias e idéias